Pages

28 de julho de 2011


Ela tem aquele brilho infantil no olhar que se transforma em sedução toda vez que ela quer alguma coisa. Em cima do salto ela se transforma em mulher, passeando com o vestido curto e o sorriso nos lábios, atraindo olhares de quem esteja por perto. Mas é só chegar em casa e colocar suas pantufas de gato, que ela volta a ser a mesma garotinha frágil de sempre. Não se engane com a sua doçura - é tudo máscara. Por dentro, ela é venenosa. Pode derrubar ela, mas cuidado, assim que ela se levantar, eu tenho pena de você. Ela chora de noite, mas pela manhã ela já está bem. E aquele sorriso mordaz já volta à sua face. Uma de suas mil faces. Ela é intrigante, com aqueles olhos que mudam de cor. Não importa o tempo que você a conhece - jamais será capaz de compreendê-la por inteiro. Apenas ela se sabe. Apenas ela se entende. E isso já basta. Ela é diferente dessas garotinhas tolas por ai, que precisam de cuidado. Ela é dona de si, ela se protege. Diz que te ama hoje, enquanto você tem o que ela necessita. Ou é o que ela prefere. Daqui a um mês pode nem lembrar teu nome. Não digam que não avisei: ela é perigosa. Você não tem ideia da maldade que aqueles malditos olhos açucarados podem trazer

Um comentário:

28 de julho de 2011


Ela tem aquele brilho infantil no olhar que se transforma em sedução toda vez que ela quer alguma coisa. Em cima do salto ela se transforma em mulher, passeando com o vestido curto e o sorriso nos lábios, atraindo olhares de quem esteja por perto. Mas é só chegar em casa e colocar suas pantufas de gato, que ela volta a ser a mesma garotinha frágil de sempre. Não se engane com a sua doçura - é tudo máscara. Por dentro, ela é venenosa. Pode derrubar ela, mas cuidado, assim que ela se levantar, eu tenho pena de você. Ela chora de noite, mas pela manhã ela já está bem. E aquele sorriso mordaz já volta à sua face. Uma de suas mil faces. Ela é intrigante, com aqueles olhos que mudam de cor. Não importa o tempo que você a conhece - jamais será capaz de compreendê-la por inteiro. Apenas ela se sabe. Apenas ela se entende. E isso já basta. Ela é diferente dessas garotinhas tolas por ai, que precisam de cuidado. Ela é dona de si, ela se protege. Diz que te ama hoje, enquanto você tem o que ela necessita. Ou é o que ela prefere. Daqui a um mês pode nem lembrar teu nome. Não digam que não avisei: ela é perigosa. Você não tem ideia da maldade que aqueles malditos olhos açucarados podem trazer

Um comentário: